Náutico e Santa Cruz marcam nos minutos finais e empatam clássico

O Campeonato Pernambucano começou neste domingo já com um clássico quente. Náutico e Santa Cruz se enfrentam na Arena e empataram por 1 a 1 depois de dois gols marcados nos últimos cinco minutos de jogo, quando ambas as equipes já estavam com dez jogadores em campo apenas. O placar não é o melhor esperado nem pelo Timbu nem pela Cobra Coral, mas teve um gosto mais amargo para a equipe alvirrubra, que estava em casa e saiu na frente do placar.

O resultado confirmou o segundo empate seguido do Santa em 2017, pois na estreia da Copa Nordeste, contra o Campinense, o placar foi o mesmo. Já o Náutico começou o ano fazendo 4 a 0 no Uniclinic pela mesma competição
A surpresa negativo do clássico deste domingo ficou por conta do público. Apenas 4.622 pessoas foram à Arena acompanhar o jogo in loco. Mas vale lembrar que Náutico e Santa Cruz ainda devem se enfrentar muitas vezes nessa temporada. As duas equipes, além do Campeonato Pernambucano e da Copa Nordeste, também estarão na Série B do Campeonato Brasileiro esse ano.

Agora, o Náutico volta a campo na próxima quarta-feira, para enfrentar o Central na Ilha do Retiro às 21h30 (horário de Brasília). Uma hora antes, o Santa Cruz fará seu primeiro jogo na Arruda diante do Belo Jardim.

Menos de cinco mil pessoas compareceram para assistir o clássico entre Náutico e Santa Cruz (Foto: Divulgação/Santa Cruz)

Menos de cinco mil pessoas compareceram para assistir o clássico entre Náutico e Santa Cruz (Foto: Divulgação/Santa Cruz)

Mas, falando ainda do clássico deste domingo, o confronto teve dois tempos totalmente distintos. Com as duas equipes promovendo muitas estreias e o entrosamento claramente ainda sendo a principal dificuldade para os dois times, os poucos torcedores que foram à Arena assistiram 45 minutos de um futebol preguiçoso e longe de grandes emoções.

O único momento de destaque acabou sendo uma confusão generalizada causada depois de Dudu, do Náutico, deu uma entrada forte em André Luiz, do Santa Cruz. Após dissipar o tumulto, o árbitro expulsou os dois atletas. Eram 39 minutos jogados apenas.

Na segunda etapa, com mais espaço sobrando em campo, o jogo pegou fogo. As duas equipes se lançaram ao ataque e criaram chances de abrir o placar. Quem chegou mais perto foi o dono da casa. Joazi foi cruzar e acabou mandando direto para o gol. Julio Cesar evitou que a bola entrasse.

Mas, aos 44, a bola foi às redes, para delírio da torcida do Timbu. Eduardo Brito falhou feio dentro da área e Anselmo não desperdiçou. O problema é que mal deu tempo de comemorar. Aos 47, Léo Costa cobrou falta com perfeição e decretou o empate no Clássico das Emoções.

No outro duelo deste domingo, o Salgueiro ignorou o fato de jogar fora de casa e venceu o Belo Jardim por 2 a 0. Daniel abriu o placar aos 39 minutos do primeiro tempo e Dada fechou a vitória aos 20 da etapa final.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *