Sport enfrenta o CSA no primeiro mata-mata da Copa do Brasil

Campeão em 2008, Sport viaja até Maceió para fazer estreia nesta quarta-feira (28/2), no Rei Pelé. Rubro-negro busca o bicampeonato na Copa do Brasil

Do JC Online

Diego Souza está escalado contra o CSA / Acervo JC Imagem

Diego Souza está escalado contra o CSA
Acervo JC Imagem
JC Online

Chegou a hora do primeiro “mata-mata” para o Sport em 2017. O rubro-negro estreia na Copa do Brasil nesta quarta (8/2) diante do CSA no Estádio Rei Pelé, em Maceió-AL, às 21h30. A competição remete boas lembranças à torcida leonina. E os motivos são óbvios. Há quase nove anos, o Leão vencia o Corinthians na grande final por 2×0 na Ilha do Retiro e escrevia uma das páginas mais importantes de sua história, conquistando, além do título inédito pra um time do Nordeste, a vaga na Copa Libertadores.

Mesmo conhecendo a fio a Copa do Brasil, o Sport passará por uma experiência inédita na primeira fase. Isso porque, com a nova fórmula de disputa do torneio nacional, os rubro-negros podem garantir a classificação com um empate por qualquer placar. Por outro lado, na hipótese da derrota, o Leão será eliminado sem ter chance de revanche, em casa, no palco do título apoteótico de 2008. Isso porque a competição não terá mais o jogo de volta nas duas primeiras fases.

Ineditismo que, segundo o goleiro Magrão, não é motivo pra dor de cabeça. O ídolo do Sport, que tem oito participações na Copa do Brasil – é um dos remanescentes do título de 2008, além do zagueiro Durval, do técnico Daniel Paulista e do assistente Dutra –, garantiu que o time está preparado para o embate diante do Azulão.

“É um jogo diferente dos outros. Acredito que pelo regulamento a equipe adversária vai ter que sair mais. Só tem uma cartada e tem que vencer. Então é um jogo onde com certeza vamos ter muito trabalho no sistema defensivo. Mas nossa equipe está bem trabalhada, a gente sabe da dificuldade que vamos ter e temos que jogar com inteligência. Se tivermos tranquilidade para saber controlar o jogo, os espaços vão aparecer e é só ter frieza lá na frente e concluir em gols que a gente vai conseguir um grande resultado”, declarou o camisa número 1. Magrão tem 613 jogos disputados pelo Leão e é o atleta que mais vestiu a camisa rubro-negra na história.

Sport e CSA, além da rivalidade Pernambuco/Alagoas, também protagonizaram duelos marcantes no âmbito nacional. Na Copa do Brasil, por exemplo, será o quinto encontro. Em 1992, já na terceira fase do torneio, o Leão avançou às semifinais com duas vitórias expressivas: 3×1 no Rei Pelé e um dilatado placar de 4×0 na Ilha do Retiro. Nove anos mais tarde, em 2001, o rubro-negro venceu fora de casa por 4×3, foi derrotado por 1×0 no Recife, mas se classificou à segunda fase pelos quatro gols marcados fora de casa.

CSA

Depois de perder para o rival CRB por 2×1 em jogo polêmico (domingo, na Copa do Nordeste), o CSA foca as atenções na Copa do Brasil. Recuperado de lesão muscular, o zagueiro Douglas Marques voltou a treinar e deve ser titular contra o Sport. Ontem, o Azulão acertou a contratação do meia Daniel Costa, ex-Santa Cruz.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *